Aptidão Física e Saùde:um Estudo de Tendência Secular em Escolares de 7 a 12 Anos de Jequié (ba)

Por: Valfredo Ribeiro Dórea.

174 páginas. 2004

Send to Kindle


Resumo

Os objetivos do presente estudo foram analisar, por meio de um estudo de tendência secular. modificações ocorridas no comportamento das variáveis antropométricas e testes de desempenho motor relacionados à saúde em escolares de Jequié (BA) - Brasil, no período de 1990 - 2001; verificar inter-relações entre as variáveis antropométricas e testes de desempenho motor; identificar a porcentagem de escolares que atenderam aos critérios de saúde sugeridos pelo "Physical BesC e realizar comparações das variáveis antropométricas e testes motores obtidos em escolares de Jequié (BA) em 2001, com as de outras regiões do Brasil e com o padrão norte-americano do NCHS. Uma amostra de 3.150 escolares, de ambos os sexos, de sete a doze anos de idade, foi comparada com os dados de um estudo efetuado em 1990. Recorreu-se as medidas antropométricas de estatura, peso corporal e espessuras das dobras cutâneas tricipital e subescapular e, com relação ao desempenho motor. foram utilizados os testes de aptidão física associados à saúde: teste de sentar-ealcançar, flexão e extensão de braços em suspensão na barra, abdominal modificado e corrida/caminhada de 9 mino Pela análise feita nos dois momentos desse estudo. constatou-se que em relação ao conjunto das variáveis antropométricas, houve diferenças significantes na maioria das variáveis. Os escolares pesaram mais e têm maiores estaturas e espessuras de dobras cutâneas em 2001, o que se caracteriza como tendência secular positiva. Por outro lado, os testes motores de sentar-e-alcançar e corrida/caminhada indicaram valores maiores, em média. para os escolares investigados em 1990. evidenciando uma tendência secular negativa. Quanto ao relacionamento entre as variáveis do estudo. a idade foi a que se mostrou como a variável de maior relação com os resultados de todos os testes motores. No atendimento dos critérios relacionados à saúde. obsen’ou-se que em relação aos testes motores menos da metade atingiram os padrões especificados. em ambos os sexos, o mesmo ocorrendo com a somatória das dobras, no sexo feminino. Na comparação com os outros dois estudos brasileiros. os resultados das variáveis antropométricas se mostraram bem semelhantes, contudo nos testes de desempenho motor constatou-se diferenças mais acentuadas favorecendo esses estudos. ao passo que com referência ao NCHS, os escolares do presente estudo apresentaram valores mais baixos para as variáveis antropométricas, sobretudo nos percentis mais elevados

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1835&listaDetalhes%5B%5D=1835&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.