Arena da Amazônia: Gestão Sustentável na Opinião de Gestores Locais

Por: .

2013 04/12/2013

Send to Kindle


Resumo

A sustentabilidade é um dos mais abordados assuntos do século XXI. Pela crítica situação que se encontra a existência humana em termos ambientais, nada mais correto do que pensar em como preservar recursos naturais para futuras gerações. Entretanto deve-se perceber que o conceito de sustentabilidade não trata apenas de fatores inerentes ao meio ambiente. Sustentabilidade é um sistema de relações entre questões ambientais, sociais, econômicas e políticas, que se influenciam mutuamente, buscando desenvolver a sociedade como um todo. O esporte como parte da cultura humana, também deverá refletir os preceitos da sustentabilidade. Ainda mais, ele poderá ser um catalisador de mudanças através de sua enorme influência, principalmente com seus megaeventos. Para essas competições, usualmente são construídas instalações para a realização dos espetáculos-esportivos. Os estádios, portanto se tornam um dos principais símbolos do evento. Planejados para abrigar as disputas durante algumas semanas, é necessário planejar o que será feito com o estádio após o evento. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi analisar a opinião dos gestores do projeto da Copa do Mundo 2014 em Manaus, sobre um modelo de gestão sustentável para a Arena da Amazônia após o evento. Para tanto, a metodologia utilizada foi a análise de conteúdo, buscando através de entrevistas semiestruturadas com os gestores do projeto, elementos que nos levassem a perceber um enfoque sustentável em suas ações. Também foram utilizados no corpus da pesquisa documentos fornecidos pelas entidades governamentais que descrevessem o futuro modelo de gestão do estádio. Desta forma concluiu-se que os gestores acreditam que Arena da Amazônia possa ser sustentável em seus diversos aspectos, isto é, sociais, ambientais, e econômicos, no entanto isto dependerá de como a gestão política do sistema agirá para transformar o espaço em um local de desenvolvimento sustentável para Manaus. Além disso, os documentos analisados nos orientam a entender que a Arena da Amazônia será financeiramente sustentável. Por fim acredita-se que a arena será gerenciada através de uma concessão pública. Em suma, como a sustentabilidade é um fenômeno que se mede com o tempo, recomenda-se que se façam novos estudos para avaliar se ela foi conseguida.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.