Arquiteturas do Olhar e da Experiência: os Estádios Plurisensoriais, o Football Como Hiperespetáculo e Alguns Desafios do Jornalismo Esportivo

Por: Ricardo Bedendo.

XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom

Send to Kindle


Resumo

as exigências e recomendações da FIFA para a arquitetura esportiva dos estádios enquadram o football/byte numa instância hiperespetacular, que alarga o que chamamos de arquiteturas do olhar e da experiência, na conjugação de interesses políticos, econômicos e culturais que se entremeiam. Nessa dinâmica incluem-se os jornalistas que operam as ferramentas de comunicação e os fluxos da banda larga alimentadores de novos olhares e experiências com o jogo. Argumentamos que com a velocidade desses protocolos e do hiperespetáculo promovido pelo maquinário digital da comunicação, os jornalistas têm o desafio de recorrer à pausa, para refletir sobre suas responsabilidades técnicas e sociais.

Endereço: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2011/index.htm

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.