Articulação Teoria-prática na Atividade Física Adaptada: Uma Metodologia de Abordagem

Por: Daniel Massote Magalhães, Emanuele Vieira da Rocha, Jennyfer Suellen Santiago Veloso, Kátia Euclydes de Lima e Borges e Maíza Moreira da Silva.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A adequada articulação entre a teoria e a intervenção prática na área da Atividade Física Adaptada (AFA) apresenta-se como um constante desafio para os profissionais dessa área. A disciplina Teorias da Atividade Física Adaptada, ofertada pelo curso de Educação Física da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (EEFFTO/UFMG) em parceria com o Projeto SUPERAR, da Prefeitura de Belo Horizonte, propõe expor os alunos da graduação à esta possível articulação. Nessa disciplina são discutidas quatro das principais teorias que sustentam as intervenções na área da AFA, nomeadamente, a teoria da Auto atualização, de Abraham Maslow, a teoria do Self, de Carl Rogers, a teoria Ecológica do Desenvolvimento Humano, de Urie Bronfenbrenner, a teoria da Valorização do Papel Social, de Wolf Wolfensberg, e as participações práticas são realizadas sob o comando dos profissionais do Projeto Superar. O principal resultado esperado, a partir da metodologia utilizada nessa disciplina, é, por um lado, estimular os futuros profissionais a buscarem o embasamento teórico para sustentarem suas intervenções e, por outro lado, motivalos a discutirem teoricamente suas intervenções.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.