Artistando o Currículo Cultural da Educação Física

Por: .

Corpoconsciência - v.20 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

A compreensão da escola como instituição comprometida com a promoção do acesso à vida pública para todos os seus frequentadores implica no desenvolvimento de um currículo que integre e crie espaços para o conhecimento das histórias de opressão e que potencialize as vozes das culturas sufocadas ou silenciadas. Dentre as inúmeras formas, as diferenças culturais se expressam também pelos textos produzidos pelas manifestações da cultura corporal. Comumente, o repertório de práticas corporais cultivado nas comunidades populares é desvalorizado pelos currículos hegemônicos. Tal quadro ocasiona afastamento e resistência por parte dos alunos ou fixação distorcida de signos de classe, etnia e gênero presentes nas brincadeiras, danças, lutas, ginásticas e esportes privilegiados. Atentos à problemática, um grupo de docentes atuantes nas redes públicas tem cotidianamente colocado em ação uma proposta a favor das diferenças e comprometida com a formação de identidades democráticas, o denominado currículo cultural da Educação Física.

Endereço: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/4080

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.