As Contribuições de Seymour Fisher Para os Estudos em Imagem Corporal

Por: Graziela Estela Rodrigues e Patricia Russo Leite Ribeiro.

2009 19/10/2009

Send to Kindle


Resumo

Seymour Fisher, psicólogo norte americano, foi um pesquisador que durante trinta anos estudou a imagem corporal sob a perspectiva psicodinâmica. Também investigou temas como a sexualidade feminina, drogas psicoativas, placebos, teoria freudiana, entre outros. Com a exceção de O orgasmo da mulher (1973), nenhum outro livro de Fisher foi traduzido para a língua portuguesa. Foi verificado, através de buscas em bancos de dados, que na Educação Física brasileira não existe nenhuma tese nem dissertação que se refira aos achados científicos de Fisher. A falta de difusão de suas idéias pode levar não só à repetição como também à realização de pesquisas que não consideram sua teoria para uma melhor compreensão do fenômeno da imagem corporal. O objetivo desta pesquisa foi sistematizar os conhecimentos produzidos por Fisher, através de uma pesquisa bibliográfica. O levantamento bibliográfico foi feito nas bases de dados MedLine/PubMed, PsycInfo, Bireme, Scopus, Acervus, Dedalus, Athena e Google. Foram encontrados 17 livros e 209 artigos publicados por Fisher e colaboradores, bem como documentos que traziam informações da vida e da obra do autor. A partir da leitura de suas publicações sobre imagem corporal, verificou-se que suas principais contribuições teóricas foram os conceitos desenvolvidos sobre a percepção corporal e casos específicos de distorção da percepção corporal, as fronteiras corporais e a sua função de defesa, a consciência geral que o indivíduo possui sobre seu próprio corpo e a atribuição de significados a partes específicas do corpo. Fisher buscou em suas pesquisas compreender de que forma a imagem corporal interfere no comportamento humano e como o comportamento e as experiências corporais modelam a imagem corporal do indivíduo. Tratou, especialmente, das dimensões percepção corporal, fronteiras corporais e consciência corporal e as correlacionou com processos de adaptação, satisfação/insatisfação com o próprio corpo, ansiedade corporal e mecanismos de defesa, ao mesmo tempo em que considerou o papel da personalidade e da cultura na interface destas relações. Desta forma, seu intuito foi detalhar pormenorizar o complexo fenômeno da experiência corporal. O presente estudo traz contribuições importantes para o desenvolvimento das pesquisas em imagem corporal no Brasil. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000470876&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.