As Crianças Como Pesquisadores: os Efeitos dos Direitos de Participação Sobre a Metodologia de Pesquisa

Por: Priscilla Alderson.

Educação e Sociedade - v.26 - n.91 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Este artigo contempla questões que surgem para os adultos que fazem pesquisa com crianças pesquisadoras. Esses pontos são ilustrados mais por meio de uma revisão da literatura internacional do que por um relatório de pesquisa original. Três áreas principais serão abordadas: os estágios do processo de pesquisa em que crianças podem se envolver como atores; os níveis de participação das crianças; e o uso de métodos que podem aumentar o envolvimento informado das crianças em pesquisas, sem deixar de respeitar seus direitos. A idéia de ver os adultos "pesquisados" como co-pesquisadores ou co-produtores dos dados, e como envolvidos na análise, já é amplamente reconhecida. Esta idéia é geralmente defendida em termos de controle e para resolver desequilíbrios de poder na relação de pesquisa. Contudo, ela também pode se justificar em termos de eficácia, pois descortina um leque mais amplo de métodos de coleta e permite uma compreensão mais plena dos dados. Do mesmo modo, este artigo vê as crianças como co-produtoras de dados durante as pesquisas realizadas com elas.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.