As Dimensões da Qualidade de Vida no Trabalho Expressas nas Diretrizes Organizacionais: Um Estudo Sob a Perspectiva de Walton

Por: Andrea Justino Ribeiro Mello, Jose Andre Villas Bôas Mello e Rômulo Henrique Gomes de Jesus.

Revista Brasileira de Qualidade de Vida - v.7 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Analisar a relação existente entre os melhores ambientes de trabalho no estado do Rio de janeiro e filosofias das empresas focadas aos seus colaboradores.

MÉTODOS: O presente estudo é descritivo. O corpus documental foi composto por registros disponíveis em arquivos públicos e através dos sítios na rede mundial de computadores das quatro empresas pesquisadas. Para classificação das empresas que possuem os melhores ambientes de trabalho foram utilizados dados da pesquisa anual de 2011, realizada pelo instituto Great Place to Work. A análise qualitativa observou os parâmetros propostos por Walton (1973).

RESULTADOS: Constatou-se que, considerando o modelo teórico de Walton, três organizações apresentam preocupações em cinco ou mais dimensões. Uma organização apresentou preocupação com apenas quatro dimensões. As dimensões mais valorizadas foram ‘desenvolvimento das capacidades pessoais e do trabalho’ e ‘harmonia entre o trabalho e a vida social dos colaboradores’. As menos valorizadas foram ‘exercicio da cidadania’ e ‘condições de trabalho’.

CONCLUSÕES: As empresas estudadas têm priorizado o desenvolvimento integral do trabalhador e sua vida dentro e fora do ambiente laboral.

Endereço: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/2060

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.