As Diretrizes Curriculares Brasileiras e a Formação Profissional em Educação Física Para o Setor da Saúde

Por: e Andreia Cristina Metzner.

XVII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução

Ao longo da história, a Educação Física estabeleceu uma forte ligação com o campo da saúde, tanto no âmbito das legislações para a formação inicial como dos objetivos propostos no setor de atuação profissional. A literatura da área comprova que a preocupação com a introdução das atividades corporais nos currículos escolares remonta ao século XVIII, porém, a Educação Física foi inserida no âmbito escolar como disciplina obrigatória, em todas as escolas alemãs, somente na metade do século XIX. E a sua inserção tinha como objetivos aumentar os níveis de saúde e melhorar a aptidão física dos jovens para o serviço militar (SOUZA NETO, 1999). No Brasil, a situação não foi diferente, a Educação Física ganhou espaço nas escolas e como campo de trabalho especializado devido às necessidades médicas, militares e políticas do país (SOUZA NETO, 1999). Ou seja, a sua finalidade era promover a saúde e criar hábitos higiênicos (influência médica), melhorar a aptidão física (influência militar) e promover o desenvolvimento/reconhecimento da nação (influência política)

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/cuidar-da-casa-comum-da-natureza-da-vida-da-humanidade-oportunidades-e-responsabilidades-do-desporto-e-da-educacao-fisica-vol-2/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.