As Formas Elementares da Vida Torcedora: Um Relato Etnográfico das Práticas e Representações das Torcidas Organizadas na Arena Maracanã

Por: Bernardo Borges Buarque de Hollanda, Jimmy Medeiros e Luigi Quevedo Bisso.

Revista do Arquivo Geral da Cidade Geral do Rio de Janeiro - n.13 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O propósito do artigo é apresentar uma descrição e uma análise dos padrões associativos dos torcedores na contemporaneidade, sob a forma de observações etnográficas junto a torcidas organizadas de futebol. Para tanto, valendo-se de referencial sociológico e antropológico, a etnografia aqui apresentada compreende os espaços de socialização juvenil nos estádios, em particular nas arquibancadas do Maracanã, após a sua reinauguração em 2013. Em que pesem as polêmicas em torno da elitização das novas arenas e da suposta mudança comportamental do espectador, doravante convertido em consumidor, procura-se neste relato mostrar como o etos torcedor mantém determinadas constantes no que se refere a processos rituais, a mecanismos de sociabilidade, a vinculações territoriais e a representações simbólicas, tal como informada pela literatura, que se debruça sobre o fenômeno desde os anos 1990. Ao contrário da indistinção generalizante sustentada pelo senso-comum acerca das torcidas organizadas, o argumento central do artigo tenciona demonstrar uma série de diferenciações internas que estratificam e hierarquizam os subgrupos constitutivos desse universo, ao mesmo tempo complexo, polissêmico e desafiador ao entendimento científico. 

Endereço: http://wpro.rio.rj.gov.br/revistaagcrj/as-formas-elementares-da-vida-torcedora-um-relato-etnografico-das-praticas-e-representacoes-das-torcidas-organizadas-na-arena-maracana/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.