As Práticas Educativas Parentais e a Experiência das Crianças

Por: Cléopâtre Montandon.

Educação e Sociedade - v.26 - n.91 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Este artigo tenta mostrar o quanto é importante estudar a experiência das crianças e seus pontos de vista para podermos compreender os diferentes fenômenos sociais que lhes dizem respeito. Na perspectiva da sociologia da infância, sua experiência é considerada no âmbito das estruturas sociais e do contexto particular nos quais se insere. A partir de vários exemplos no campo da educação de crianças, a autora argumenta que não basta examinar as práticas educativas de seus educadores, mas que é necessário compreender as perspectivas das crianças ou, dito de modo mais simples, que importa analisar não apenas o que os educadores fazem com as crianças, como também o que estas fazem com o que se faz com elas. Duas pesquisas são apresentadas para apoiar essa abordagem: a primeira diz respeito à experiência que as crianças têm de sua educação no âmbito familiar e escolar; a segunda trata de um objetivo particular dos educadores modernos: o desenvolvimento da autonomia das crianças. Em ambos os estudos, a experiência das crianças foi apreendida por intermédio de suas representações, emoções e ações, e foi situada segundo suas características sociais e culturais.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.