As Representações Sociais dos Professores da Graduação em Educação Física Sobre o Bacharelado e a Licenciatura

Por: .

167 páginas. 2007 19/12/2007

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa identifica e analisa as representações sociais dos professores da graduação da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia ocupacional da UFMG acerca do Bacharelado e a Licenciatura em Educação Física e as implicações de tais representações na formação dos profissionais em cada uma dessas modalidades. Foi utilizada a Teoria das Representações Sociais de Moscovici (1978), além da análise dos documentos legais que fundamentaram as reformas curriculares da área da Educação Física nos anos de 1962, 1969, 1987 e 2004. Essa análise possibilitou-nos identificar o perfil do profissional de Educação Física que se pretendia formar em cada momento, a fim de se chegar às atuais formações distintas do Bacharel e do Licenciado na atual legislação. Participaram da pesquisa nove professores. Para a coleta de dados, foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas, narrativas e análise de uma publicação de cada professor. Verificamos que os professores construíram suas representações sociais com base na articulação de um conjunto de orientações, em que se destacamos fatos de que a formação do Bacharel está ancorada no conhecimento necessário à atuação profissional no mercado de trabalho; que a formação do Licenciado, além dos aspectos relacionados à atuação nas escolas, traz também elementos ligados ao perfil do professor (ser educador) e aos resultados esperados de sua atuação; que o Bacharel e o Licenciado são profissionais distintos, com diferentes campos de atuação.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/IOMS-7DPSFL

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.