As Técnicas de Suporte Básico de Vida e as Diretrizes da American Heart Association Podem Auxiliar na Prevenção da Morte Súbita Relacionada à Atividade Física?

Por: Cássia Regina Vancini Campanharo e Cibelli Rizzo Cohrs.

Pensar a Prática - v.16 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

A morte súbita em atletas é um dos acontecimentos mais devastadores. Embora a prática regular de atividade física promova a saúde e o bem-estar, o exercício intenso aumenta o risco de morte súbita em pessoas com afecções cardiovasculares. O aumento crescente da taxa de parada cardiorrespiratória relacionada à atividade física faz desta um problema de saúde pública, tornando-se necessária a implantação de estratégias de prevenção. A associação de medidas de prevenção primária, como a avaliação sistemática pré-participação esportiva e secundária, como a educação para o reconhecimento da parada cardiorrespiratória, a realização imediata de ressuscitação cardiopulmonar e o acesso precoce ao desfibrilador externo automático, aumentam as chances de sobrevida e melhoram o prognóstico dos indivíduos.

Endereço: http://www.revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/19924/15258

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.