As Teorias Curriculares nas Produções Acerca da Educação Física Escolar: Uma Revisão Sistemática

Por: Kadja Michele Tenório, , e Mayara Alves Brito da Rocha.

Currículo sem fronteiras - v.15 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Os estudos curriculares emergem a partir do início do século XX, tornando-se palco de diversos embates refletidos em teorias de currículo tradicionais, críticas e pós-críticas que expressam e defendem diferentes concepções e tendências acerca da escola e da educação. Na educação física escolar é possível identificar o subsídio das teorias curriculares nas diferentes conjunturas do componente. Nesse contexto, objetivamos analisar quais são e como têm se apresentado no cenário das produções acadêmicas brasileiras. Para isso realizamos uma revisão sistemática em periódicos da educação (A1 e A2) e da educação física (A2 à B2) inclusos no sistema WebQualis da CAPES do triênio 2010-2012, com marco cronológico inicial de 1990 até 2013. Os dados foram tratados a partir da análise de conteúdo categorial por temática. Foi possível inferir que a maioria dos artigos analisados se inspiraram nas teorias críticas, superando a preocupação apenas com questões técnicas e prescritivas do currículo. A primeira década do século XXI e início da segunda evidenciam, ainda que timidamente, a influência das teorias pós-críticas especialmente às associadas ao multiculturalismo.

Endereço: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol15iss1articles/rocha-tenorio-junior-neira.htm

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.