Aspectos Epidemiologicos das Lesões Desportivas no Voleibol

Por: .

1992 09/03/1992

Send to Kindle


Resumo

Inicialmente sinaliza-se para revisão do estado atual da arte no referente a aspectos epidemiológicos das lesões desportivas (L.D.) particularmente na modalidade voleibol. Nesse sentido, contata-se que, nos diferentes espertes, não se descartam a ocorrência de agravos, e nem mesmo a heterogeneidade das metodologias adotadas especificamente quanto a tipologia e localização. Isto posto, procede-se a estudo de campo sobre L.D com atletas do XII Campeonato Mundial Masculino de Voleibol . de 1990 com o objetivo geral de considerar-lhes variáveis dependentes e/ou intervenientes e específicos de descrever-lhes características e comemorativos tais como período e horas e treinamento, função específica do jogo, lesões crônicas e agudas já ocorridas. Para tanto utilizou-se do desenho metodológico de Inquérito de Morbidade referida, o qual consistiu das seguintes etapas: ensaio-piloto de validação; aplicação de questionário; processamento e análise dos dados. Os dados obtidos apontam par homogeneidade quando da caracterização dos atletas, sendo detectada como lesão mais freqüente e entorse de tornozelo no momento do bloqueio e ainda o joelho e o ombro no que se refere a estado crônico. Previamento à discussão das características relacionadas aos atletas registram-se questões a desafiar referenciais macro-analíticos como certa heterogeneidade percebida entre eles, quando estratificamos segundo nações.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000045212&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.