Aspectos da Imagem Corporal de Idosas Participantes de Um Programa de Educação Física

Por: , , e Renata Matsuo.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A imagem corporal ajusta-se gradualmente durante o processo de envelhecimento. Porém esse ajuste pode sofrer alterações devido a comprometimentos patológicos ou a problemas motivacionais relacionados ao estigma da velhice, gerando insatisfação com o próprio corpo. Estudos que relacionam imagem corporal e envelhecimento apontam a atividade física como aliada nesse reajuste, aumentando a capacidade funcional, melhorando a auto-estima e o reconhecimento do próprio corpo. O objetivo desse estudo é verificar avaliação que idosas fazem sobre a sua imagem corporal após a participação num programa de educação física. Participaram do estudo 15 idosas pertencentes ao projeto Sênior da Universidade São Judas Tadeu. Foram utilizados dois instrumentos complementares para avaliar os aspectos físicos, mentais e sociais que envolvem a imagem corporal: escala de silhuetas, Silhouette Matching Task (SORENSEN & STUNKARD, 1993) e o questionário "A minha imagem corporal" (RODRIGUES, 1999) adaptado por LOVO (2001). Através dos resultados nota-se que 53% das idosas não estão satisfeitas com o seu corpo, dentre as quais 62,5% gostariam de ser mais magras e 37,5% gostariam de aumentar seu peso. Através das respostas foi possível notar que as idosas cuidam da aparência e se preocupam com a maneira como se vestem. Apesar de algumas declararem sentirse bem com seu corpo, a maioria gostaria de modificar alguma parte e as mais escolhidas para alterações foram: cabelos, pernas e abdômen.As idosas apresentaram uma percepção positiva da sua condição física e habilidades, declarando possuir força física e flexibilidade, além de uma boa habilidade para tarefas manuais e para dançar. Quanto à saúde, a maioria acredita ter boa saúde e estar bem disposto, porém algumas declararam temer a possibilidade de incapacidade e doença. Os resultados indicam que as idosas se preocupam com a aparência e se percebem bem fisicamente, socialmente e psicologicamente, o que é apontado pela literatura como aspectos que contribuem para uma avaliação mais positiva da sua imagem corporal (CASH & PRUZINSKY, 2004; MONTEIRO, 2001). Há, ainda, estudos indicando que essa avaliação positiva da imagem corporal parece ser resultado da participação em programas de educação física.A participação nessas atividades pode contribuir para uma vida fisicamente ativa durante a velhice, contribuindo para auto-avaliação, autonomia e assim para imagem corporal dos idosos (FEDERICI, 2004; BALESTRA, 2001)

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/62_Anais_p235.pdf

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.