Aspectos Neurais em Chutes no Futebol: Um Estudo de Caso Sobre a Adaptação de Técnicas Cinemétricas Para Avaliação e Treinamento Cognitivo

Por: Adriana de Lacerda Mirandae, Alberto Filgueiras, Emílio Takasec, Erick Francisco Quintas Condea, Joana Bastos Matos, Paulo Sério Ribeirod e Raphaela Barbosa de Andrade.

Ciências e Cognição - v.17 - n.2 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Nos esportes, procedimentos de cinemetria são amplamente utilizados para a análise do gestual do atleta, mas raramente são empregados de forma a considerar aspectos cognitivos relacionados ao movimento. O presente trabalho se constitui como um estudo de caso que discute a implementação de um método cinemétrico capaz de considerar também processos cognitivos de alta ordem durante chutes de bola parada no futebol, como o cálculo da dimensão espacial, o estabelecimento de engramas motores, a identificação de tendências motoras e a variabilidade da precisão. As imagens da variação motora ao redor de um alvo pré-estabelecido foram analisadas através do software Dartfish Connect e através de análises estatísticas. Para descrição dos resultados, consideramos a distribuição espacial dos chutes ao redor do alvo e a identificação de tendencias nos programas motores. Os achados foram compartilhados com atletas e comissão técnica a fim de ampliar a consciência dos detalhes relacionados ao desempenho individual. Em conclusão, vimos que a adaptação metodológica da cinemetria para o estudo da cognição relacionada ao chute pode auxiliar treinadores na escolha do cobrador mais eficiente e na identificação das melhores estratégias para estímulos no treinamento personalizado. © Cien. Cogn. 2012; Vol. 17 (2) 

Endereço: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/803/555

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.