Associação Cristã de Moços no Brasil - ACM

Por: Ari de Camargo Segui e Milton Kazuo Hidaka.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

Origens

Uma mudança radical nos hábitos e costumes de uma geração, acostumada à tranqüilidade do campo e tendo que migrar para a cidade grande para jornadas de trabalho diárias de até 14 horas com o surgimento da Revolução Industrial (1750-1850), foi a inspiração de George Williams para a criação da Young Men ́s Christian Association ou YMCA, na Inglaterra. Esta instituição surgiu em 6 de junho de 1844, marcada pela leitura de textos bíblicos. O objetivo era proporcionar aos jovens que se aglomeravam nas cidades em busca do trabalho, atividades saudáveis e motivadoras. A ACM se expandiu rapidamente. Apesar da origem inglesa, foi nos Estados Unidos que ela mais cresceu, unindo a prática esportiva ao objetivo inicial do seu fundador: o cultivo das virtudes do caráter e do espírito, da disciplina do corpo e, principalmente, do lado comunitário e humano. No Brasil, com o advento da República, em 1889, e Ruy Barbosa, no ano seguinte, ferindo fundo o radicalismo religioso com seu decreto de 7 de janeiro que proclama a Igreja livre no Estado livre, separando, enfim, a Igreja do Estado, as portas foram abertas para a vinda do movimento acemista para o Brasil. E esta primeira ACM instalou-se na então capital do país, Rio de Janeiro, em 1893. Em 1901 uma outra sede é inaugurada no Rio Grande do Sul e, um ano mais tarde, a movimentada e aristocrática sociedade acemista de São Paulo-SP. Depois surgem as ACMs de Minas Gerais, Brasília, Paraná, Amazonas e um acampamento em Porto Trombetas (Pará).

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.