Associação de Indicadores do Futebol com os Resultados das Partidas da Premier League 2015/2016

Por: Eric Matheus Rocha Lima.

129 páginas. 2018 19/02/2018

Send to Kindle


Resumo

Além de ser uma modalidade esportiva que envolve relações de cooperação e oposição, o futebol também é um ambiente de rica disponibilidade e aplicação de informações acerca do que ocorre nas partidas. Ao encontro disso, o presente trabalho centra inquietações em busca do entendimento das ocorrências do jogo de futebol e da relação destas com o resultado final das partidas. Dessa forma, o objetivo do estudo consiste em apontar indicadores e variáveis que apresentam maior influência nos resultados das partidas de futebol. A relevância do estudo pauta-se no fato de permitir a análise de vários indicadores (posse de bola, passes, finalizações, entre outros) da modalidade ao mesmo tempo, permitindo a identificação de alternativas que aumentem as chances de êxito. O estudo se caracteriza como uma pesquisa quantitativa, de caráter descritivo. Para atingir os objetivos, será utilizada como amostra os dados estatísticos referentes às 380 partidas da temporada 2015/2016 da Premier League, o campeonato Inglês, dados estes coletados junto ao website do jornal Inglês “Daily Mail”. Também foram coletados dados referentes aos valores de mercado dos jogadores das equipes, obtidos no website do “Transfermarkt”, especializado em determinação financeira de elencos. Como ferramentas auxiliares para o processo de análise dos dados coletados serão utilizados alguns recursos computacionais, mais especificamente, a planilha eletrônica e o aplicativo Weka, um programa que implementa vários algoritmos da área de mineração de dados. Como resultados iniciais das análises, os números mostram que melhor conversão do total de finalizações em gols leva a uma chance superior de vitórias à conversão das finalizações certas em gols. Ao comparar apenas o total de finalizações e o total de finalizações certas, acertar mais a meta demonstrou maior probabilidade de êxito. Ter mais posse de bola e/ou realizar/acertar mais passes não aumenta a possibilidade de vitórias, a não ser que estes indicadores estejam relacionados a uma superioridade nas finalizações certas, mesmo que não levem ao gol. No entanto, estas mesmas finalizações certas mostram-se mais benéficas que a posse de bola e/ou os passes, para vencer as partidas. Além disso, ter maior percentual de passes longos e finalizar mais vezes na meta apresentou 71% de chances de triunfo. Deve-se observar também que realizar mais cruzamentos e escanteios não se traduz em grande probabilidade de vitórias. Por fim, apresentar elevado aproveitamento de gols nas finalizações certas, mesmo recebendo mais cartões amarelos, demonstrou 70% de probabilidade de vitórias. Esta dissertação oferece uma inovação metodológica que permite a identificação de alternativas aplicáveis para aumentar as chances de vitória, acrescenta conhecimento ao entendimento de que não há uma única fórmula para o sucesso e pode auxiliar na atuação dos treinadores de futebol por subsidiar alternativas que melhor se ajustem aos recursos disponíveis.

Endereço: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UNSP_bfcbb39a049584397d9c50784d7f8a33

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.