Associação do Imc com Fatores de Riscos a Sindrome Metabólica em Meninos de 10 a 18 Anos

Por: André de Camargo Smolarek e Wagner de Campos.

Cinergis - v.12 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar a associação do índice de massa corporal (IMC) com os fatores de risco a síndrome metabólica (SM) em meninos adolescentes da cidade de Curitiba-PR. A amostra foi constituída de 79 meninos de 10 a 18 anos da rede pública de ensino da cidade de Curitiba. Foi aferida a massa corporal, estatura e calculado o IMC, após coleta sanguínea foram mensurados os valores do colesterol total (CT), triglicerídeos (TRI), HDL, glicose (GLI) e foi calculado o LDL, em seguida a pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) foi aferida. A análise estatística foi composta por média e desvio padrão, seguida de uma correlação de Pearson com um nível de significância de p<0,05. Os resultados foram que o IMC esta associado positivamente p<0,05 com a PAS, PAD, GLI, LDL e TRI e negativamente p<0,05 com o HDL. Desta maneira concluímos que o IMC é um forte indicador de distúrbio cardiometabólicos e deve ser utilizado para verificar a saúde de adolescentes.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/2415

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.