Associação do Nível de Atividade Física, Aptidão Cardiorrespiratória e Estado Nutricional com a Percepção de Qualidade de Vida em Adolescentes

Por: Ana Beatriz Pacífico, Jhonatan Gritten Campos, João Miguel Torres Duarte, Thiago Silva Piola e Wagner de Campos.

43º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte Simpoce

Send to Kindle


Resumo

A percepção de qualidade de vida (0V) engloba o bem-estar físico, social, emocional e satisfação pessoal, sendo que, na adolescência, ela pode estar associada a fatores como prática de atividade física, aptidão cardiorrespiratória e estado nutricional.Urna das principais preocupações de monitorar a 0V em jovens, é em razão das repercussões nesta fase e, pela tendência de hábitos adquiridos neste período permanecer na fase adulta.Objetivo: Verificar a associação da percepção de qualidade de vida com o nível de atividade fisica, aptidão cardiorrespiratória e estado nutricional de adolescentes. Métodos:Estudo transversal, descritivo correlacionai, realizado com 374 adolescentes, 198 meninos e 176 meninas de Curtiba-PR, com médias de idade de 16,35 ± 0,65 e 16,19 ± 0,67, respectivamente. O nível de atividade física foi autorreportado através do QAFA, a aptidão cardiorepiratória foi avaliada através do VO2max pelo teste físico Pacer do protocolo do Physical Fitness Education Program for Health, O estado nutncional foi obtido pelo índice de Massa Corporal (IMC/idade: massa (kg)1 estatura (m5)), e a percepção de QV foi avaliada pelo questionário KIDSCREEN-52. Para verificar a associação entre as variáveis primeiramente foi verificada a normalidade dos dados através do teste de Kolmogorov Smimov, sendo que os meninos apresentaram distribuição paramétricas e as meninas não paramétricas, dessa forma utilizou-se a correlação de Pearson para os adolescentes do sexo masculino, e Spearman para o sexo feminino, com nível de significância estabelecido em ps0,05. A análise dos dados foi feita pelo programa estatístico SPSS 20_0_ Resultados: Para os meninos, as variáveis que foram associadas positivamente com a percepção de qualidade de vida foram o nível de atividade física (r=0,162, ps0,05) e a aptidão cardiorrespiratória (r= 0,222, 1)50,01). Para as meninas, a aptidão cardiorrespiratária foi associada positivamente com a PQV (r4,229, 0,01) e o IMC mostrou associação negativa com a QV (r=-0,148, 00,05).Conolusão: O nível de atividade física e a aptidão cardiorrespiratória estão associados positivamente com a PQV para os meninos, e para as meninas a aptidão cardiorrespiratória se associou positivamente e o IMC negativamente com a QV. 
 

Endereço: http://celafiscs.org.br

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.