Associação Entre Atividade Física e Fatores de Risco Cardiovasculares em Indivíduos de Um Programa de Reabilitação Cardíaca

Por: Aline Fernanda Barbosa Bernardo, Carlos Marcelo Pastre, Luiz Carlos Marques Vanderlei, Naiara Maria de Souza e Renata Claudino Rossi.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.4 - 2013

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: A prática de atividade física (AF) apresenta relação inversa com fatores de risco (FR) de doenças cardiovasculares, com efeitos positivos na qualidade de vida e em outras variáveis físicas e psicológicas. Contudo, não estão estabelecidos os benefícios das atividades cotidianas. 
OBJETIVO: Investigar a prevalência e a associação entre dos fatores de risco cardiovasculares e diversas categorias de atividade física de pacientes de um programa de reabilitação cardíaca. 
MÉTODOS: Avaliou-se 69 participantes e foram verificados peso, altura e pressão arterial. Logo após, os pacientes responderam aos questionários autorreferidos para avaliar o nível de atividade física, nível de estresse e verificar a presença dos FR. Utilizou-se regressão logística para estimar a razão de chance. 
RESULTADOS: Encontrou-se alta prevalência de FR nos indivíduos, sendo idade e hipertensão arterial mais prevalentes, enquanto tabagismo e estresse apresentaram menor prevalência. A maioria foi classificada como sedentária, exceto para AF de locomoção (AFL). 
CONCLUSÃO: Há alta prevalência de FR em pacientes que frequentam programas de reabilitação cardíaca e os sedentários possuem maior chance de apresentarem os FR hipertensão arterial, obesidade, tabagismo, álcool e estresse que os ativos, dependendo da categoria de AF.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.