Associação Entre a Força Explosiva e a Velocidade de Deslocamento em Futebolistas Profissionais

Por: Cristiano Garcia Nunes.

2004 10/02/2004

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar a relação entre a força explosiva, mensurada através dos testes de salto vertical, e a velocidade de deslocamento na distância de 20 metros em futebolistas. Para isso 40 (quarenta) futebolistas profissionais do sexo masculino com idade entre 20 e 34 anos pertencentes a um clube de futebol, localizado na região metropolitana de Campinas – SP, da 1ª divisão paulista e nacional, foram submetidos a dois testes de salto vertical – squat jump (SJ) e countermovement jump (CMJ) – em tapete de contato do tipo Jump Test e a teste de corrida na distância de 20 metros com foto-células elétricas. Na análise dos dados foram utilizadas as técnicas de estatística descritiva e a de correlação momento produto de Pearson. O nível de significância adotado no estudo foi de p<0.05. Foi observada existência de relação linear negativa significante entre a força explosiva mensurada a partir dos testes “SJ” e “CMJ”, e a velocidade de deslocamento em 20 metros com coeficientes de correlação de r= - 0,62 e r= - 0,62, respectivamente. Não foi observada a existência de correlação entre a força explosiva e a velocidade de deslocamento nos atacantes e nos defensores. Os futebolistas com estatura acima do P50 do grupo total apresentaram coeficientes de correlação superiores que os futebolistas com estatura abaixo do P50 do grupo total, enquanto que no caso da massa corporal ocorreu o contrário. Concluiu-se que existe associação entre a força explosiva e a velocidade de deslocamento em 20 metros e que essa relação recebe influência da posição em campo e de características antropométricas. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000333109&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.