Associação Entre Indicadores de Prática de Atividades Físicas na Adolescência com o Nível Atual de Prática de Atividades Físicas no Lazer em Acadêmicos de Um Curso de Educação Física no Nordeste do Brasil

Por: Ana Clara Souza Pie, Luana Callegaro Rossato, Sueyla Ferreira da Silva dos Santos e Thiago Ferreira de Sousa.

Pensar a Prática - v.12 - n.3 - 2009

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar a freqüência de inativos no lazer atual e a associação com a prática de atividade física na adolescência, no contexto escolar e não escolar em acadêmicos de um curso de Educação Física. Foi realizado um estudo transversal com 105 estudantes do curso. A freqüência de acadêmicos inativos no lazer foi 23,1%, com diferença significativa entre os gêneros (p=0,003) e maior freqüência entre as mulheres (38,6%). Associações estatísticas foram evidenciadas em acadêmicos inativos hoje quando estes foram perguntados com relação à prática realizada na adolescência no contexto não escolar (p=0,047). O professor de Educação Física deve estimular à prática de atividades físicas desde as idades iniciais, visando à adesão a prática ao longo da vida.

Endereço: http://www.revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/6521/6184

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.