Associação Entre Níveis Séricos de Mediadores Inflamatórios e Aspectos da Doença Coronariana Subclínica em Pessoas Muito Idosas

Por: Edilberto dos Santos Barros.

2012 17/04/2012

Send to Kindle


Resumo

Introdução: O número de pessoas idosas (60 anos ou mais) cresce em todo o mundo, por dois motivos: aumento da expectativa de vida e redução das taxas de fertilidade. Por outro lado, as doenças cardiovasculares, particularmente a aterosclerose, são a maior causa de morte, especialmente na população idosa. O envelhecimento provoca alterações no sistema imunológico que contribuem para uma maior incidência de doenças infecciosas e crônicodegenerativas. Níveis basais de citocinas aumentados, representam um estado inflamatório crônico sistêmico, chamado de Inflammaging. Na pessoa idosa, a redistribuição da calcificação nos tecidos é distinta dos valores preditivos da calcificação das artérias coronárias. Desta forma, a associação de comorbidades provocadas pelo envelhecimento inviabiliza a extrapolação dos conhecimentos adquiridos em populações mais jovens. Objetivo: investigar a associação entre níveis séricos das citocinas: TNF- , IL-10 e Proteína C Reativa (PCR) com a calcificação coronariana em pessoas muito idosas. Materiais e métodos: Indivíduos com idade entre 80 e 102 anos (n = 178). Foram avaliadas citocinas plasmáticas, proteínas de fase aguda, espessura íntima-média (IMT), presença de placas nas artérias carótidas por ultrassom e calcificação da artéria coronária (CAC) por tomografia computadorizada. Resultados: Não houve associação entre CAC e placas carotídeas (p = 0,8), máximo (p = 0,06) ou média IMT (p = 0,2). Não foi encontrada associação entre a presença de placas carotídeas e PCR (p = 0,4), TNF- (p = 0,8) ou IL-10 (p = 0,2). Da mesma forma, os indivíduos nos três primeiros quartis de PCR, TNF- ou valores de IL-10 anúncios similares de CAC e IMT máximo. Os valores de CAC e IMT máximo, foram associados positivamente com a atividade inflamatória sistêmica apenas entre aqueles acima do percentil 75. Conclusão: Em indivíduos muito idosos, os valores de CAC e IMT máximo, foram associados positivamente com a atividade inflamatória sistêmica apenas entre aqueles acima do percentil 75.

Endereço: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2188

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.