Associação Entre Nível de Atividade Física e Ocorrência de Comorbidades de Pacientes Hipertensos em Tratamento Ambulatorial

Por: Denise Rodrigues Bueno.

2010 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

A presente pesquisa destinou-se a investigar as associações entre o nível de atividade física (NAF) de diferentes categorias, de pacientes hipertensos em tratamento farmacológico, com variáveis antropométricas e ocorrência de comorbidades. A pesquisa foi realizada na cidade de Bauru, junto aos Núcleos de Saúde “Otávio Rasi” e “Vila Cardia”. Foram avaliados 192 pacientes, com média de idade de 63 ± 11 anos. As medidas de massa corporal total, estatura (cálculo do IMC= Kg/m²) e circunferência de cintura (CC) foram empregadas como indicadores de estado nutricional e risco coronariano. A estimativa do NAF foi realizada aplicando-se questionário de Baecke et al.,(90), e, após computados os escores para cada categoria de atividade física (ocupacional=AFO; tempo livre=AFTL; locomoção=AFL). Utilizando-se o valor médio do escore como ponto de corte para divisão dos grupos (ativo e sedentário) em cada categoria de atividade física. As comorbidades associadas foram identificadas aplicando-se um inquérito fechado de morbidade referida. Para a análise estatística aplicou-se o teste T de Student para dados não pareados nas comparações entre ativos e sedentários; o teste Qui-quadrado para comparação de proporções, e o teste de correlação de Pearson foi empregado para análise entre variáveis contínuas...

Endereço: http://www.acervodigital.unesp.br/handle/123456789/57329

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.