Atenção Sustentada de Adultos Jovens é Afetada Pela Restrição do Sono

Por: F. V. Narciso, I. E. P. Vargas, J. A. Barela e S. A. Aguiar.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

A restrição do sono influencia a capacidade de atenção, principalmente em tarefas com alta demanda, ocasionando comprometimento das funções executivas e no estado de alerta. Por esse motivo, a abordagem deste assunto tem sido relacionada com acidentes laborais e de trânsito. O objetivo do presente estudo foi examinar os efeitos de restrição de sono na capacidade atencional de adultos jovens. Dez estudantes, com média de idade 27,7 anos, foram submetidos ao Teste de Atenção concentrada Toulouse (30 linhas x 40 colunas), com 10 minutos de duração, em três momentos. A primeira avaliação foi realizada entre 8 e 10 horas da manhã, a segunda entre 20 e 22 horas e a terceira entre 6 e 8 horas da manhã do dia seguinte. Na noite anterior da primeira avaliação, os participantes dormiram normalmente. Realizaram seus afazeres ao longo do dia e realizaram a segunda avaliação no período noturno. Finalmente, dormiram apenas 50% do tempo que haviam dormido nas 5 noites anteriores às avaliações, realizando a terceira avaliação na manhã do dia seguinte. O desempenho no Teste de Atenção este foi avaliado através das variáveis: coeficiente de atenção, número de acertos e número de erros. Os resultados indicaram que o coeficiente de atenção e o número de acertos melhoraram no início da noite e na manhã após a restrição do sono (segunda e terceira avaliações), comparado com a manhã após a noite de sono normal (primeira avaliação). Entretanto, nas avaliações no início da noite e após a restrição de sono o número de erros também aumentou. Ainda, nas duas últimas avaliações (inicio da noite a após a restrição do sono) foi observado que o desempenho no teste de atenção decaiu ao longo do teste (5o e 10o minutos comparados com o 1o minuto). Estes resultados sugerem que com a restrição do sono, ao longo de um dia normal e dormindo menos horas que o habitual, a atenção e o desempenho pode até melhorar, possivelmente por um maior envolvimento cognitivo da pessoa. Entretanto, essa melhora na atenção e no desempenho não persiste ao longo do tempo, observando declínio de ações corretas (número de acertos) e aumento de ações incorretas (número de erros). Com base nestes resultados, podemos concluir que a restrição de sono pode comprometer a capacidade atencional de adultos jovens, principalmente na situação de atenção sustentada.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Tags: , ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.