Atitudes e Crenças Sobre Dor Lombar em Idosos da Comunidade: Dados do Estudo Bace

Por: Luiza Faria Teixeira.

156 páginas. 2015 17/12/2015

Send to Kindle


Resumo

Introdução: As atitudes e crenças são fatores psicossociais, conhecidos como bandeiras amarelas, que interferem no contexto da dor lombar (DL). Essa condição é pouco estudada em idosos, especificamente com um quadro de agudização da DL. A intensidade da DL leve e moderada tende a diminuir com a idade enquanto a dor intensa e incapacitante é mais propensa a aumentar. As atitudes e crenças sobre a DL podem influenciar nesta condição de DL, aumentando o risco da transição de DL aguda para crônica e desenvolvimento de incapacidade em longo prazo. O rastreio de fatores psicossociais e o conhecimento dos fatores associados para o desencadeamento de seus desfechos é de fundamental importância para a prevenção do desenvolvimento da DL persistente e recorrente e para auxiliar em intervenções efetivas. O desenvolvimento de políticas de saúde adequadas com estratégias atuantes em desfechos psicossociais é importante para a manutenção do bem estar psicossocial e prevenção de incapacidades na população idosa. Objetivo: proceder a adaptação transcultural do Back Beliefs Questionnaire (BBQ) para o português brasileiro em idosos da comunidade com DL aguda, avaliar a consistência interna, concordância e confiabilidade intra e interexaminadores; explorar os aspectos associados (sociodemográficos, clínicos, auto percepção de saúde, estado psicossocial e emocional, quedas, incapacidade funcional, mobilidade funcional e velocidade de marcha) a atitudes e crenças na linha de base e após 3, 6, 9 e 12 meses. Método: as amostras dos estudos que integram esta tese foram compostas por uma subamostra do estudo epidemiológico internacional BACE (Back Complaints in the Elders). A amostra do primeiro estudo foi composta por 26 idosos para o procedimento de adaptação transcultural e a confiabilidade intra e interexaminador foram calculadas pelo coeficiente de correlação intraclasse, a concordância pelo erro padrão da medida (EPM) e mínima diferença detectável (MDD); e a consistência interna pelo coeficiente Alfa de Cronbach. A amostra do segundo estudo transversal foi composta por 532 idosos e a identificação das variáveis associadas ao desfecho atitudes e crenças sobre DL foi realizada pela análise de regressão múltipla. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUBD-AB7FA7

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.