Atividade Fisica Como Recurso Terapêutico em Idosos Portadores do Mal de Alzheimer na Fase Inicial

Por: Rosemar Aparecida Peroni.

XII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O crescimento da população de idosos é um fenômeno mundial sem precedentes, contudo, o aumento do número de anos vividos não vemacompanhado namesma proporção por uma melhora na qualidade de vida dessa população. Emconseqüência, observa-se um predomínio de doenças crônicodegenerativas, entre elas, a Doença de Alzheimer, que é caracterizada como uma desordem neurodegenerativa, crônica e progressiva, marcada pela perda seletiva e simétrica de neurônios motores, sensoriais e do sistema cognitivo (ROCHA, 2005). De acordo com a ABRAZ – Associação Brasileira de Alzheimer (2007), o Mal de Alzheimer é uma doença que ainda mantém sua causa desconhecida e se caracteriza por ser degenerativa e progressiva, acometendo preferencialmente as pessoas idosas e afetando mais mulheres do que homens. Existe cerca de dezesseis milhões de portadores em todo o mundo e somente no Brasil em torno de um milhão ou mais. Segundo Pascale (2002), o impacto da doença vai além do paciente.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.