Atividade Fisica Comparada a Atividade Fisica no Tempo Livre Como Fator de Proteçao à Hipertensao Arterial Sistemica

Por: Djeyne Silveira Wagmacker e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.17 - n.1 - 2009

Send to Kindle


Resumo

O estudo objetivou comparar a atividade física no tempo livre com a atividade física no total (transporte, doméstica, trabalho e lazer) como fator de proteção à hipertensão arterial sistêmica. Trata-se de um estudo epidemiológico do tipo corte transversal. A amostra foi de 95 mulheres. Como instrumento de coleta de dados, foi utilizado o Questionário Internacional de Atividade Física – QIAF. O ponto de corte para classificação entre ativos ou sedentários foi de 1000 Kcal no lazer e 2000 Kcal no total. Os dados foram analisados através da regressão logística para identificar a Odds Ratio (OR) entre atividade física no total – AFT, atividade física no tempo livre – AFTL e a Hipertensão arterial sistêmica – HAS. Apenas a associação bruta entre AFTL e HAS demonstrou efeito protetor (OR = 0.30, IC = 0.14 – 0.64). A associação entre AFT e HAS não demonstrou efeito protetor. Após ajuste estatístico para idade as associações perdem a significância estatística. Percebe-se ao final do estudo que apenas a atividade física no tempo livre demonstra efeito protetor ao aparecimento da HAS, porém quando a idade é inserida no modelo a associação passa a não existir. Sugere-se que novos estudos sejam realizados nesse sentido para que os resultados possam ser estendidos à população geral

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1027

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.