Atividade Física de Idosos Relacionada ao Transporte e Lazer, Maceió, Brasil

Por: Ana Raquel de Carvalho Mourão, Francini Vilela Novais, Luiz Roberto Ramos e Solange Andreoni.

Revista de Saúde Pública - v.47 - n.6 - 2013

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO

: Analisar o nível de atividade física de idosos nos domínios do transporte e lazer e fatores associados.

MÉTODOS

: Estudo transversal com amostra populacional de 319 idosos em Maceió, AL, em 2009. O nível de atividade física relacionada ao transporte e ao lazer foi mensurado com aplicação do Questionário Internacional de Atividade Física, versão longa. As variáveis analisadas foram: idade, escolaridade, sexo, renda per capita e saúde percebida. Foram utilizadas análise descritiva e de regressão múltipla da razão de prevalência e teste de Fisher.

RESULTADOS

: Foram classificados insuficientemente ativos no transporte 87,5%, significativamente maior entre idosos com idades mais avançadas, com maior escolaridade e que se consideram insatisfeitos com a saúde física comparada. A prevalência dos idosos insuficientemente ativos no lazer foi de 76,2%, mais frequente nas mulheres, nos homens com idade avançada, nos idosos com menor renda per capita, nos que relataram estarem insatisfeitos com a saúde física comparada e a autopercepção da saúde mental.

CONCLUSÕES

: A prevalência de insuficientemente ativos foi elevada nos domínios transporte e lazer. Os fatores idade, sexo e renda devem ser considerados particularmente no lazer, a fim de garantir equidade no desenvolvimento de políticas de promoção da saúde e atividade física nessa população.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102013000601112&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.