Atividade Física de Lazer nos Parques Urbanos Públicos na Cidade de São Paulo

Por: Rosangela Martins de Araujo Rodrigues.

220 páginas. 2019 04/04/2019

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo, de natureza qualitativa, teve por objetivo identificar os fatores motivacionais de adultos para a aderência à prática de atividade física no tempo de lazer em parques urbanos públicos da cidade de São Paulo. Pesquisas acadêmicas e movimentos sociais apresentam a relevância que os parques públicos urbanos têm para que as pessoas usufruam do seu direito à cidade. Estes espaços são cenários para ações e práticas voluntárias de atividade física, bem como para outras práticas de lazer que contribuem para a qualidade de vida da população. É ponto de concordância entre os autores que tratam da gestão do lazer que, conhecer o perfil de público e criar estratégias de aproximação com a população num processo participativo, é primeira condição para o planejamento efetivo e competente de estruturas e espaços de lazer na cidade, especialmente na política pública. Desta forma, este estudo se justificou por sistematizar e fundamentar uma prática de lazer que tem impactos significativos na oferta de atividades físicas à população no âmbito público. Também é relevante por contribuir com a tomada de decisão dos diversos agentes públicos e atores sociais na formulação de políticas públicas e projetos, principalmente para as áreas da saúde, educação, esportes, lazer e cultura. A pesquisa teve finalidade exploratória, com pesquisa bibliográfica onde foram investigadas produções acerca do lazer, da atividade física e dos parques urbanos, bem como temas correlatos, para melhor elucidar o diálogo entre estas áreas. O enfoque documental teve como objeto a documentação oficial da gestão pública, especificamente a legislação da Secretaria do Verde e do Meio do Ambiente SVMA, sua estrutura gestora, com atenção aos parques públicos urbanos e aos projetos intersetoriais. A pesquisa de campo compreendeu entrevista não estruturada com Gestores/administradores de quatro parques públicos, sendo um parque urbano em cada macrorregião da cidade de São Paulo definidas pela SVMA, com principal enfoque na gestão participativa da animação sociocultural. Incluiu também a aplicação de questionários, acerca das motivações para a prática de atividades físicas e de lazer aos frequentadores dos parques públicos urbanos e a observação participante nos mesmos equipamentos. Desta forma, produziu parâmetros conceituais que orientam o planejamento de atividades físicas e de promoção do lazer nos parques públicos por meio da animação sociocultural. A gestão participativa dos Conselhos Gestores foi considerada importante estratégia para o desenvolvimento de programação permanente, coerente com o perfil, com os valores e com as expectativas da população. Tanto os parâmetros conceituais quanto a gestão participativa foram considerados prerrogativas para a efetividade de projetos e políticas públicas para a consolidação do direito ao lazer, representado principalmente pelo uso público de parques urbanos da cidade de São Paulo

Endereço: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100139/tde-04062019-102540/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.