Atividade Física na Empresa: Para Onde Vamos e o Que Queremos?

Por: .

Motriz - v.4 - n.2 - 1998

Send to Kindle


Resumo

A influência do exercício em esferas da saúde é reconhecida por médicos, professores de educação física, comunidade e até governos, o que tem contribuído para um aumento das campanhas de incentivo à prática, inclusive no ambiente de empresas. Baseado no referencial teórico da Promoção da Saúde, o estudo, um ponto de vista ensaístico, tem como objetivo discutir questões polêmicas sobre as funções desses programas de atividades físicas dentro das empresas. São abordadas questões conceituais sobre saúde e aptidão física, os aspectos interventores e motivadores para a aderência aos exercícios, os benefícios do exercício para a prevenção de hipocinesias e sua implantação em programas nas empresas. Percebendo a larga e crescente utilização de programas de atividades físicas em empresas, questionam-se: seus reais benefícios para a saúde em uma abordagem multifatorial e a forma como esses programas são utilizados questionando-se o seu real objetivo: a saúde do funcionário (sob o aspecto preventivo) ou o lucro para a empresa (aumento da produtividade, diminuição dos custos com saúde dos funcionários, absenteísmo etc.). Conclui-se que a atividade física na empresa é utilizada na busca da diminuição de acidentes e prevenção de doenças, assumindo a visão unicausal e ultrapassada de saúde (ausência de doenças). A Educação Física, nesse sentido, assume o papel de co-autora das relações de produção no momento em que participa ingenuamente da relação de exploração patrão-empregado, com objetivos de contenção de custos, aumento da produtividade e resultante lucro. UNITERMOS: atividade física – empresas – programas

Endereço: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/04n2/4n2_PON06.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.