Atividade Física Habitual e Qualidade de Vida de Mulheres Idosas com Baixa Condição Econômica

Por: Saulo Vasconcelos Rocha.

Revista da Educação Física - UEM - v.19 - n.1 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O propósito desse estudo foi analisar a relação do nível de atividade física com a qualidade de vida de mulheres idosas pertencentes a grupos de baixa condição financeira. A amostra, selecionada de forma aleatória, foi composta de 265 mulheres na faixa etária de 60 a 96 anos. Na coleta das informações foi utilizada uma entrevista multidimensional aplicada de forma individual. Na análise dos dados foram realizados procedimentos da estatística descritiva e inferencial com concomitante utilização do teste de Kruskal-Wallis e de regressão logística (p ≤ 0,05). Os resultados indicam que: a percepção mais negativa da qualidade de vida está relacionada ao domínio meio ambiente, sendo que as idosas mais velhas possuem uma percepção mais otimista desse domínio quando comparadas às idosas mais jovens. As idosas possuem um nível de atividade física considerado recomendável, sendo identificada uma relação entre a dimensão física e o índice geral de qualidade de vida.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/4320/2922

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.