Atividade Física de Lazer e Estágios de Mudança de Comportamento em Professores Universitários

Por: e Marcelle M. de Oliveira.

Revista Portuguesa de Ciências do Desporto - v.8 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Com objetivo de avaliar os hábitos de atividade física de lazer (AFLZ) e os estágios de mudança de comportamento relacionados à prática de atividade física, em professores universitários, foi feito um estudo descritivo de corte transversal, realizado na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis (SC). Participaram 190 professores com dedicação exclusiva (113 do sexo masculino e 77 do sexo feminino), e foram utilizados dois questionários auto-aplicáveis: o de Godin Leisure-Time Exercise Questionnaire para o nível de atividade física de lazer, e o de Marcus para EMC.  Observou-se que 71% da amostra foram classificadas como pouco ativa ou inativa fisicamente. Os EMC mais prevalecentes foram: o de Manutenção (61 casos = 32%) e o de Contemplação (59 casos = 31%). Foi observada associação positiva entre AFLZ e EMC e entre as idades  (menores que 50 anos) e a AFLZ (p<0,05).  Como conclusões: o nível de AFLZ de professores universitários com dedicação exclusiva tende ser reduzido e irregular; os a prática de AFLZ sugere que homens realizam mais atividades físicas vigorosas e leves e as mulheres mais as moderadas.

Endereço: http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1645-05232008000200002&lng=pt&nrm=iso&tl

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.