Atividade Física na Adolescência e Sua Relação com índices de Qualidade de Vida, Autoimagem Corporal e Uso de Drogas

Por: Bruno de Oliveira Pinheiro.

2015 30/09/2015

Send to Kindle


Resumo

O crescente uso/abuso de substâncias lícitas e ilícitas entre adolescentes tem sido alvo de inúmeros estudos, com foco não apenas nas prevalências do uso, mas também em fatores associados ao risco e proteção, entre os quais estão os níveis de qualidade de vida e a prática de atividades físicas, pelo impacto provocado na saúde do jovem. Objetivos: Este estudo teve como objetivo investigar a relação entre diferentes níveis de atividade física com os índices de qualidade de vida, satisfação/insatisfação com a autoimagem corporal e consumo de substâncias psicotrópicas entre alunos de escolas públicas. MÉTODO: O estudo foi realizado com 754 adolescentes de quatro escolas públicas selecionadas por critério de conveniência. Utilizou-se como instrumentos o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ), o KIDSCREEN-27, e o Drug Use Screening Inventory (DUSI), além de um questionário sociodemográfico com informações relativas aos aspectos acadêmicos e a percepção da autoimagem corporal, todos auto aplicáveis. Os dados sofreram análises descritivas e testes de hipóteses, médias e variância com base no teste de Kolgomorov-Smirnov. Para comparação entre os grupos utilizou-se o teste t Student para variáveis continuas e o teste Qui-quadrado para variáveis categóricas.

Endereço: http://www.repositorio.unifesp.br/handle/11600/46167

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.