Atividade Física na Saúde e Qualidade de Vida de Mulheres Climatéricas

Por: Hellen Viviany de Alencar Barreto, Nathanael Ibsen da Silva Soares, Patrícia Uchôa Leitão Cabral, Talita Tamara Matos Alves e Vernon Furtado da Silva.

Cinergis - v.16 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: avaliar a saúde e qualidade de vida (QV) de mulheres praticantes e não praticantes de exercícios físicos (EF). Método: estudo transversal que compreendeu 60 mulheres entre 40 a 60 anos, sendo 30 praticantes de EF e 30 não praticantes. Utilizou-se dois questionários, sendo um inerente às características sociodemográficas e clínicas, e o Women’s Health Questionnarie (WHQ), que permite avaliar a saúde e a qualidade de vida de mulheres no período do climatério. Resultados: as mulheres praticantes de EF apresentaram menor sintomatologia climatérica e melhor estado de saúde que as mulheres não praticantes. Observou-se que dentre os domínios do WHQ, a depressão, os sintomas somáticos, os vasomotores, a ansiedade, os problemas com o sono e a memória/concentração foram os que mostraram diferenças significativas (p<0,05) entre os grupos. Considerações finais: a prática atividades físicas parece contribuir positivamente para a saúde e a qualidade de vida de mulheres no climatério.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/6324

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.