Atividade Física, Obesidade Abdominal e Compra de Medicamentos em Adultos: Estudo Transversal Retrospectivo com Usuários da Atenção Básica de Saúde

Por: Bruna Camilo Turi, Henrique Luiz Monteiro, Jamile Sanches Codogno e Rômulo Araújo Fernandes.

Revista da Educação Física - UEM - v.26 - n.4 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi verificar associações entre prática de atividades físicas, obesidade abdominal e compra de medicamentos por usuários do sistema público de saúde da cidade de Bauru/SP. A amostra foi composta por adultos com idade acima de 50 anos e através de entrevista foram coletadas informações sobre compra de medicamentos, prática de atividades físicas, condição econômica e tabagismo. Índice de massa corporal e perímetro abdominal compuseram marcadores de obesidade geral e abdominal. Como principais resultados encontrou-se que a compra de medicamentos foi maior entre mulheres, pessoas com mais de 65 anos, não-fumantes e naqueles com obesidade abdominal. De forma inversa, indivíduos ativos apresentaram menor compra de medicamentos quando comparados aos sedentários. Por fim, quando inatividade física e a obesidade abdominal foram agregadas em uma única variável, pessoas apenas inativas fisicamente e inativas fisicamente com obesidade abdominal apresentaram chances aumentadas de comprar medicamentos no último mês.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/22873

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.