Atividade Física de Pais e Filhos: Um Estudo de Base Populacional

Por: .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.22 - n.4 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a associação entre a rática de atividade física no lazer dos pais e a participação de seus filhos em esportes ou prática de xercícios orientados. Foram avaliadas ainda as associações entre os indicadores de atividade física e ariáveis demográficas e socioeconômicas. Foi realizado um estudo transversal, de base populacional, na idade de Pelotas-RS. Um total de 972 indivíduos de 20 a 69 anos foi entrevistado. A prevalência da rática suficiente de atividades físicas no lazer entre os adultos foi de 30,2% (IC95% 27,3; 33,1). s homens foram significativamente mais ativos do que as mulheres (p < 0,001). Entre os ntrevistados, 384 indivíduos relataram ter ao menos um filho com idade entre seis e 18 anos. A prática de sportes e atividades físicas orientadas entre crianças e adolescentes (N = 675) foi de 25,6% (IC95% 2,3; 28,9). Evidenciou-se associação direta e significativa entre o nível econômico e prática de tividades físicas dos pais e dos filhos. Nas análises de associação entre a prática de atividades físicas rganizadas dos filhos e o nível de atividades físicas dos pais, as diferenças encontradas não apresentaram ignificância estatística, embora para a análise geral o valor P encontrado tenha sido limítrofe (p = 0,053). pesar de este estudo não encontrar uma clara associação entre a prática de atividades físicas de pais filhos, o estímulo à prática de atividade física entre crianças, jovens e adultos deve ser ampliado, e ais estudos sobre o efeito das relações sociais na adoção de comportamentos saudáveis devem ser priorizados.

Endereço: http://www.revistasusp.sibi.usp.br/pdf/rbefe/v22n4/v22n4a02.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.