Atividade Física Pregressa e Atual em Estudantes de Uma Universidade Pública do Estado da Bahia

Por: Thiago Ferreira de Sousa.

2011 23/02/2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a associação entre os indicadores sócio-demográficos, do curso da universidade e de atividades físicas pregressas, com a prática no lazer atual em estudantes de uma universidade pública do Estado da Bahia. Este estudo é derivado da pesquisa “Monitoramento dos indicadores de saúde e qualidade de vida em acadêmicos” (Monisa), realizado com uma amostra representativa de estudantes de uma universidade pública. A população de referência incluiu os estudantes matriculados no segundo semestre de 2010 em cursos presenciais e, após a realização do cálculo amostral, obteve-se uma amostra necessária de 1.232 estudantes. O processo de amostragem foi estratificado e proporcional aos cursos, período de estudo (diurno e noturno) e ano de ingresso na universidade (2010, 2009, 2008 e até 2007), por fim os estudantes foram selecionados aleatoriamente em cada estrato. Os dados foram coletados via questionário, previamente testado, quanto à validade de face e conteúdo, clareza e reprodutibilidade. Para o desfecho deste estudo, utilizou-se o ponto de corte de ≤149 minutos por semana (menos ativo no lazer). As variáveis independentes foram os indicadores sócio-demográficos, de curso da universidade e atividades físicas pregressas, no contexto do lazer e escolar. As análises dos dados foram realizadas no programa Stata (versão 11.0) e empregou-se a Razão de Prevalência (RP) como medida de associação, nas análises brutas e ajustadas. O nível de significância adotado foi de 5%. A prevalência de estudantes menos ativos no lazer foi de 65% (IC95%: 62,1-67,9), sendo superior em mulheres e estudantes das áreas de Letras e Artes, Educação e Ciências Jurídicas. Estudantes com tempo de prática no lazer, antes do ingresso na universidade, inferior a um ano, foram mais propensos a serem menos ativos no lazer atual. Não se observou associação entre os anos de participação nas aulas de Educação Física Escolar com a prática de atividade física no lazer atual. Estudantes do sexo feminino, de áreas de estudo relacionadas à educação e as ciências jurídicas e com o menor tempo de prática de atividades físicas no lazer, antes da inserção na universidade, apresentaram menores níveis de prática de atividades físicas no lazer durante a vida acadêmica. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.