Atividade Física, Saúde Mental e Percepção de Condições de Trabalho dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Joinville

Por: João Francisco Severo Santos.

2006 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O objetivo geral desse estudo transversal foi verificar as possíveis relações entre Atividade Física de Lazer e de Deslocamento (AFLD), Saúde Mental e Percepção de Ambiente e Condições de Trabalho (PACT) entre os professores da rede municipal de ensino da cidade de Joinville. A amostra foi selecionada em duas fases: uma intencional onde foram escolhidas 50 escolas municipais de pequeno, médio e grande porte; e outra aleatória, onde foram selecionados 335 professores estratificados por gênero, tipo de vínculo, tempo de atuação, tamanho da escola e modalidade de ensino. O instrumento de pesquisa (questionário) foi composto por 80 perguntas divididas em cinco blocos que coletaram informações sobre: variáveis sociodemográficas, PACT, características organizacionais, saúde mental através do Self Report Questionnaire- SRQ 20 e AFLD por meio da identificação do tipo, freqüência e volume dessas atividades. Todas as questões foram respondidas em uma página restrita na Internet e os dados foram automaticamente tabulados e armazenados em um banco de dados on-line com ferramenta de transferência para planilha da Microsoft Exel XP. Posteriormente, os dados foram analisados no pacote estatístico SPSS for Windows versão 11.1. Os resultados foram considerados significativos para o valor de p=0,05. Os dados sociodemográficos revelaram que 86,57% dos professores pertencem ao gênero feminino e que 91,7 possuem curso superior completo, sendo que destes, 40,7% são pós-graduados. Constatou-se prevalências de 70,7%, 28,4% e 36,1% para Sedentarismo, Suspeita de Transtornos Psíquicos Comuns e PACT negativa, respectivamente. Além disso, 52,5% dos professores estavam acima do peso recomendado, sendo que 14,9% deles podem ser considerados obesos, e 13,1% referiram ter sofrido algum transtorno de saúde nos últimos 15 dias. Os transtornos de saúde mais referidos foram os de ordem emocional (estresse e depressão). Os cruzamentos das variáveis de análise ajustadas pelas variáveis de categorização indicaram uma associação positiva e significativa entre AFLD e PACT nas escolas de grande porte sugerindo que um maior nível de AFLD pode propiciar melhor PACT. Nesse contexto, conclui-se que a proporção de professores sedentários no lazer, com excesso de peso e com suspeita de transtornos psíquicos comuns é preocupante, mas não está associada à PACT. Por isso, sugere-se a implementação de ações visando elevar o nível de AFLD e o controle de peso, bem como, a implantação de um serviço de suporte emocional para triagem, prevenção e tratamento dos professores com sintomas de sofrimento psíquico.

Endereço: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/89464

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.