Atividade Física no Tratamento de Artrite Induzida Por Adjuvante de Freund : Efeitos na Nocicepção, Edema e Migração Celular

Por: Raquel Pinheiro Gomes.

2008

Send to Kindle


Resumo

O exercício físico apresenta potenciais benefícios na artrite, retardando a incapacidade funcional e melhorando a função das articulações. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a influência da atividade física sobre a nocicepção, edema e migração celular em ratas com artrite induzida por adjuvante completo de Freund (CFA), como também verificar se a possível liberação endógena de corticóides durante o exercício podem influenciar na nocicepção e no edema. Ratos Wistar fêmeas (200 – 250 g; n=50) receberam injeção intradérmica de CFA (Mycobacterium butiricum; 0,5 mg/mL; 50 μL) na base da cauda e, após 21 dias, os animais receberam injeção de CFA na articulação tíbio-femural (TF) ou tíbio-társica (TT). A incapacitação articular foi avaliada pelo tempo de elevação da pata (TEP, s) durante marcha forçada de 1 minuto sobre um cilindro em rotação (3 r.p.m.). A variação do edema inflamatório da articulação TF e TT foi avaliada pelo aumento do diâmetro articular (DA, cm) e pelo aumento do volume de pata (EA, mL), respectivamente. Ambos, incapacitação e edema foram avaliados durante 10 dias consecutivos. Dois protocolos de exercício foram avaliados: (a) exercício diário de 1 min, onde os animais realizaram 1 minuto de exercício no cilindro, sendo este o próprio teste de incapacitação; (b) exercício progressivo, onde os animais realizaram o exercício com aumento de 1 minuto por dia (realizado sempre após o teste de incapacitação); (c) Grupo controle (TF e TT), sem exercício, cuja incapacitação foi mensurada apenas no 1°, 5° e 10° dias após a injeção intraarticular de CFA. Finalizado os 10 dias de avaliação, os animais foram eutanasiados para a realização da contagem total (CT; células/mm3) e diferencial (mononucleares - MON e polimorfonucleares - PMN; células/mm3) de leucócitos do tecido inflamado. O exercício progressivo inibiu a incapacitação e o edema em ambas as articulações. Entretanto, houve redução da migração total de leucócitos apenas na articulação TF. O exercício de 1 min inibiu o edema para as duas articulações e reduziu a migração total de leucócitos da articulação TT. Porém, o efeito do exercício de 1 minuto na incapacitação não foi significativo. A administração de aminoglutetimida (50 mg/kg; oral) 1 hora antes do exercício mostrou não ter efeito sobre a redução da nocicepção e edema ocasionados pelo exercício. O exercício progressivo parece ser mais efetivo em reduzir os parâmetros inflamatórios em comparação ao exercício de 1 min. Este estudo demonstra que a atividade física regular pode contribuir consistentemente para melhorar a funcionalidade articular e também apresentar um efeito anti-inflamatório.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.