Send to Kindle


Resumo

AS ATIVIDADES CIRCENSES NO ÂMBITO ESCOLAR
Vai, vai, vai começar a brincadeira
Tem charanga tocando a noite inteira
Vem, vem, vem ver o circo de verdade
Tem, tem, tem picadeiro de qualidade
(NARA LEÃO, 1967).

Desde a Antiguidade, a arte do entretenimento permeia a vida nas mais diferentes sociedades. Ao longo de séculos, foram consolidados mitos, crenças e fantasias que, até hoje, alimentam nosso universo simbólico.
O circo, como entretenimento, encontrou espaço para manifestar-se nas diversas fesƟ vidades e nos diferentes espaços públicos (praças, ruas, teatros populares etc.).
Entre os séculos XVIII e XX, o picadeiro, seu espaço cênico por excelência, tornou-se o ponto de encontro de diferentes estéticas e técnicas, um espaço democrático e diverso. Nele, especialistas das mais variadas modalidades (antipodismo, acrobacia, malabarismo, doma, dança, teatro, entre outras) foram construindo uma linguagem expressiva, que se mantém conectada com as tecnologias e outras expressões artísticascas, visando desenvolver e aperfeiçoar o ‘maior espetáculo da terra’

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.