Atividades Corporais: Uma Estrategia de Adaptação Biocultural Numa Comunidade Rural do Amazonas

Por: Gláucio Campos Gomes de Matos.

1996 28/06/1996

Send to Kindle


Resumo

Nossa pesquisa estuda as atividades corporais de homens adultos, como estratégia de adaptação biocultural ao meio ambiente de rio de água preta e terra firme. Foi desenvolvida numa Comunidade rural, denominada Nossa Senhora de Fátima, do Igarapé Açu do Lago do Massauari, subordinada ao Município de Boa Vista do Ramos, no baixo Amazonas. Tomando-se Manaus como ponto de referência, a viagem ? em barcos de linha ? até a comunidade leva de 20 a 22 horas. Há duas paradas, a saber: Maués e Boa Vista do ramos. De qualquer uma delas, um novo barco nos leva à comunidade. Os procedimento etnográficos nos possibilitaram descrever e interpretar as atividades corporais dentro desse contexto cultural, a partir de observação participante, entrevistas, conversas, filmagens. As atividades corporais selecionadas para o estudo são: caça, pesca, coleta e cultivo. Nelas, a intensidade dos movimentos é de baixa para moderada, ora contínuas ora intermitentes, o que permite uma execução e longa duração e grandes distâncias, sem levar o corpo à exaustão. Tais dados sugerem uma adaptação adequada a esse meio ambiente, de clima quente e úmido. A realização das atividades corporais exige aperfeiçoamento de certas habilidades, cujas experiências são passadas de pais para filhos e são fundamentais para o aprimoramento das táticas de caça e pesca... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000108119&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.