Atividades Rítmicas e Interação Social em Crianças com Autismo: Efeitos de Uma Intervenção

Por: Alexandre Carriconde Marques, Gabriele Radunz Kruger, Luciana Maia Garcias e Werner de Andrade Müller.

XVI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

As pessoas com autismo apresentam déficits na interação social e comunicação, além de comportamento restrito e estereotipado. Em sentido oposto, atividades rítmicas são capazes de trazer melhorias nos aspectos físico, mental e social. Nesta perspectiva, acredita-se que o desenvolvimento de atividades rítmicas nessa população pode possibilitar uma nova realidade social e corporal. Assim, o objetivo do presente estudo é verificar o efeito de uma intervenção de atividades rítmicas na interação social de crianças com autismo. Trata-se de um estudo experimental. A amostra foi constituída por 10 crianças com autismo com idades entre cinco e 10 anos. Foi aplicado o questionário (Childhood Autism Rating Scale - CARS), que avalia o comprometimento da interação social, comunicação e comportamentos repetitivos,antes e depois da intervenção, com os pais ou responsáveis,em virtude da dificuldade de entendimento das crianças com autismo para responder ao questionário. As atividades rítmicas ocorreram durante 14 semanas, sendo duas aulas semanais de 50 minutos cada. Obtivemos o seguinte resultado: no grupo intervenção quatro crianças tiveram melhoras enquanto uma não obteve melhoria. Já no grupo controle,duas não tiveram melhoras e três obtiveram resultado negativo. Observou-se que o efeito das atividades rítmicas na interação social de crianças com autismo foi positivo, mostrando que esta atividade é uma excelente ferramenta no desenvolvimento de crianças com autismo.

Endereço: http://www.fade.up.pt/rpcd/entradaPT.html

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.