Auto-estima do árbitro de Futebol Profissional do Estado de Santa Catarina

Por: Renildo Nunes.

107 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve o objetivo de apresentar uma análise sobre a temática da autoestima ,e percepção de competência para a função de árbitro de futebol profissionalacompanhado de uma avaliação empírica das mesmas categorias, nos quadros de ,árbitros e árbitros assistentes de futebol profissional no Estado de Santa Catarina. Os sujeitos analisados foram 26 (vinte e seis) árbitros que constavam da lista da ,CBF (Confederação Brasileira de Futebol), que trabalharam durante o campeonato ,Brasileiro de 2001. Foram utilizados dois questionários, com perguntas fechadas que ,tratavam sobre a auto-estima e a percepção de competência inerentes ao árbitro de ,futebol. As respostas demonstraram, que os árbitros e árbitros assistentesapresentam uma auto-estima elevada, apesar da pouca ou nenhuma formação ,psicológica no exercício desta atividade e até em cursos de arbitragem. Demonstrou-se que a auto-estima elevada é condição básica e imprescindível para ,atuar na arbitragem brasileira. Percebeu-se que a percepção de competência na ,função de árbitro se mostrou muito elevada, em todas as dimensões, exceto na ,preparação psicológica, demonstrando um despreparo importante não só na figura ,técnica, mas principalmente na construção do eu, para que o árbitro ou árbitro ,assistente possa ter a autoridade respeitada pelo seu conhecimento, pela sua ,competência argumentativa e não somente pelo espaço ou poder temporário que ,ele assume no jogo.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=188&listaDetalhes%5B%5D=188&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.