Auto-estima e Satisfação com a Vida de Mulheres Adultas Praticantes de Atividade Física de Acordo com a Idade Cronológica

Por: (Organizador), M Egito e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.13 - n.3 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Algumas variáveis psicológicas, como a auto-estima e a satisfação com a vida tendem a declinar em função da idade. Objetivo: a) Objetivo comparar a auto-estima e a satisfação com a vida de mulheres praticantes de atividade física de acordo com a idade cronológica. b) relacionar a auto-estima com a satisfação com a vida. Métodos: Métodos: Métodos: amostra foi composta por 120 mulheres com idade entre 50 e 79 anos (65,8 ± 6,9 anos) praticantes de ginástica e/ou hidroginástica. A amostra foi dividida em três grupos em função da idade cronológica, sendo GI: 50-59 anos (n=25), GII: 60-69 anos (n=50) e GIII:70-79 anos (n=45). A Auto-estima foi avaliada por meio da escala Janis-Field de inadequação de sentimentos adaptada por Matsudo (2004). A satisfação com a vida foi avaliada através da escala de satisfação global com a vida proposta por Néri ,(2001). Análise Estatística: foi utilizada a ANOVA ONE-WAY ,o Post-Hoc Bonferroni ,o teste de Correlação Linear de Pearson e o Delta Percentual. (p<0,05). Resultados: Resultados: Resultados: quando comparados os três grupos etários, a auto-estima e satisfação com a vida não apresentaram diferença significativa de acordo com a idade cronológica. A auto-estima apresentou uma correlação significativa, porem baixa com a satisfação com a vida no grupo I (0,31) e no grupo III (0,29). O delta percentual das questões por grupos etários os dados apresentou uma tendência não linear em função da idade cronológica, já que o grupo de 60-69 anos mostrou os maiores valores percentuais. Conclusão: Conclusão: a Conclusão: auto-estima e a satisfação com a vida em mulheres praticantes de atividade física não teve relação com a idade cronológica. Apesar da correlação entre a satisfação com a vida e auto-estima ter sido significativa (50-59 e 70-79 anos), elas são de baixa magnitude, sugerindo que essas variáveis psicológicas não sejam fortemente dependentes.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/646/657

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.