Autoestima, Autoconfiança e Ansiedade em Praticantes de Jiu-jitsu

Por: , Paula Teixeira Fernandes, Rene Leonardo Soares de Souza e Sarah Teixeira Gomes.

Conexões - v.17 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: O objetivo desse estudo foi avaliar e correlacionar autoestima, autoconfiança, ansiedade cognitiva e somática em praticantes e não praticantes de Jiu-jitsu. Método: Participaram 60 sujeitos do sexo masculino com idade média de 29 anos (±5), sendo 30 praticantes de Jiu-Jitsu (grupo GE) e 30 não praticantes (grupo GC). Os instrumentos utilizados foram: ficha de identificação, escala de autoestima de Rosenberg e CSAI-2 (Competitive State Anxiety Inventory). Resultados: Os resultados mostraram que a idade média dos participantes do grupo GE foi de 29,4 (DP = 6,11) e do grupo GC foi de 24,46 (DP = 2,54). Os instrumentos aplicados apontam diferenças significativas para a avaliação da autoestima e autoconfiança (p<0,05), enquanto que as avalições de ansiedade cognitiva e somática não mostraram diferença significativa (p>0,05).  Conclusão: Desse modo, concluímos que praticantes de Jiu-jitsu possuem maiores níveis de autoestima e autoconfiança e não possuem menores níveis de ansiedade quando comparados aos não praticantes.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8655283

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.