Autofala e Esporte: Estímulo Discriminativo do Ambiente Natural na Melhora de Rendimento

Por: Cristiana Tieppo Scala e Rachel Rodrigues Kerbauy.

Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva - v.7 - n.2 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Estar concentrado é umaspecto importante para o bom desempenho no esporte. A concentração é a capacidade de colocar a atenção no que é relevante para a tarefa realizada, isto é, isolar estímulos discriminativos que exerçam controle sobre o desempenho. Este estudo utilizou a prática encoberta em forma de imaginação e autofalas para colocar o comportamento do atleta sob controle dos estímulos da corrida, a fim de melhorar a concentração e conseqüentemente a velocidade de cinco corredores barreiristas.Oobjetivo foi verificar se a utilização de autofalas que especificam contingências presentes de velocidade pode melhorar o desempenho. Foi utilizado o delineamento experimental de linha de base múltipla entre sujeitos, durante 14 dias, com introdução do tratamento em dias diferentes para cada atleta, o que permitiu verificar o efeito das variáveis estudadas. Os resultados mostram que quatro entre cinco corredores melhoraram a velocidade em tiros de 60 metros com barreiras, após a utilização do tratamento. Discutem-se os resultados em base à correspondência entre falar e fazer, o efeito da regra instruída sobre o desempenho motor.

Endereço: http://www.usp.br/rbtcc/index.php/RBTCC/article/view/26

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.