Autopercepção de Competência em Crianças: Conceito, Mudanças Características na Infância e Fatores Associados

Por: Glauber Carvalho Nobre e Nadia Cristina Valentini.

Revista da Educação Física - UEM - v.30 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Esta revisão narrativa tem como objetivos: 1) descrever o conceito de auto percepção de competência (PC) e a relação com o “self”; 2) descrever as mudanças características na autopercepção de competência na infância tendo como principal referência a perspectiva teórica proposta por Harter (1979; 1988; 2012a; 2012b); 3) revisar os principais fatores associados a PC em crianças. Método: foram revisadas pesquisas oriundas de bases de dados eletrônicas SciELO, Sportdisscus, LILASC, Pubmed, Google acadêmico, Periódicos Capes, de busca manual nas referências de estudos publicados, em bases de dados de testes e dissertações, estudos publicados em eventos e livros de autores de referência sobre o assunto. Ainda, as principais obras da autora Susan Harter foram revisadas para contemplar o segundo objetivo deste estudo. Entre os 5 e 12 anos de idade, várias mudanças podem ser observadas na PC das crianças. Esta variável tem importantes implicações e, no papel de agentes mediadores, os pais, os familiares e os professores devem estar atentos a experiências que possibilitem a construção de uma percepção positiva e realista sobre a competência das crianças.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/41120

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.